Blog do Zé Geral


22/04/2008


Vou contar uma coisa, só aqui pra vocês: - A turma peeeeeeeeennnsssa que é fácil!!!!!

Escrito por Zé Geral às 18h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

23/03/2008


Domingão de Páscoa! Sou meio descrente destas coisas "religiosas"... Mas mesmo assim: Boa Páscoa a todos!  Ou melhor: - Bom domingo! Depois de haver sido queimados todos meus dois computadores e de ter passado por diversas atribulações, me parece que agora conseguirei colocdar "em dia" minhas "historinhas" e meu blog em sí. Té mais!

Escrito por Zé Geral às 13h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

15/02/2008


Rapá!!!!!! Já nem é atrazo mais esta minha estória com o blog. Começa que já faz dois meses que parei a literatura. Prometo retomá-la semana que vem e assim, poder atualizar as "historinhas" do sarau. Enquanto isso..... Leiam isto:

COISAS DO SARAU DO ZÉ GERAL
www.agendacg.com.br
Sem que houvesse programado nada.... Talvez um pouco da noite musical.... Os amigos todos que pude receber, para nossa festa de aniversário, vieram em peso.... Entre eles
GELTON BORGES QUE FEZ A ABERTURA COMIGO AO VIOLÃO. O MESTRE SOLOU DIVINAMENTE, ELANEO E BANDA RHERUM, JANE JANE E ALEX KUNDERA TOCANDO E CANTANDO, ALÉM DE INTEGRAR A BANDA DE APOIO, GRUPO MASIS BRASIL,
MISKA, EDGARD MANCILLA, INSTRUMENTAL JAZZGEL.....TON
COM BANDA DE APOIO COM KUNDERA, ALEXANDRE TATTON, EU ZÉ GERAL CANTO ALGUMAS E CHAMO KARINA MARQUES, GLAUCO DENIS, BANDA ROCKFELLER, ZÉ PRETIM,
LEANDRO ABRÃO, ZEZINHO DO FORRÓ, JUCY IBANES COM BANDA, LUCIO VAL, CARLINHOS BATERA, ABRACEI JERRY ESPÍNDOLA, NÃO CONSEGUI ABRAÇAR O BEIRÃO, CANTARAM AINDA SINGING SOUL BLUES, BEATLES MANÍACOS, MARINA DALA, CAIO INÁCIO, VITOR VERRUGA, BANDA TRIBALDIS, ALEX KUNDERA E JANE JANE C/ CAXINGUE, TUBA POP, BG. e mais 150 músicos, todos participantes do Aniversário do Sarau.
BATEMOS NOVO RECORDE
Desde que comecei conta-los há 11 anos atrás, completamos 70 edições aqui na Ferroviária, meu Centro Cultural......
E 550.º edição..... Legal né!?!?
Pois é o Léo Bakargy do site bem legal que é o
www.agendacg.com.br esteve aqui e filmou um bocado da festa. Fez milagres pois a luz do Sarau é pouca e eu ainda apago às vezes... hehehe
MAS FICOU MUITO BOM..... VEJAM!
ACESSEM E VEJAM OUTRAS BOAS DA CIDADE
www.agendacg.com.br

Escrito por Zé Geral às 16h59
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

08/01/2008


Oi pessoal! Em primeiro lugar, quero agradecer a todos que visitam o blog. Em segundo, pedir desculpas por não ter postado nada desde o Natal. Tenho três semanas em atraso com as crônicas! E em terceiro, claro.... QUE ESTE ANO SEJA O MELHOR DE SUAS VIDAS!

Escrito por Zé Geral às 17h01
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

24/12/2007


Feliz Natal a todos!
Ainda não postei a "historinha" do Sarau passado. As correrias pras festas me deixaram sem tempo de escrevê-la e na noite do Sarau, como venho fazendo... foi muito difícil de fazer a narrativa... ou seja... Não deu! Mas depois coloco aqui tá pessoal? Feliz Natal a todos!

Escrito por Zé Geral às 22h18
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

14/12/2007


SARAU 543 - Semana começou domingo

Domingo 9 de dezembro, aniversário de minha mana Ana e dia em que meu rebento Zé Vitor veio da maternidade pra casa. Nasceu em 29/11, um dia depois do aniversário de meu filho David. Cedo, tipo dez da manhã, Val no hospital, fui à Praça Bolívia, participar do movimento cultural andino, que rola todo segundo domingo do mês. Uma da tarde já estava em casa e na expectativa da chegada do recém-nascido. Passei a tarde toda, agoniado e preparando os últimos detalhes para sua recepção. Chegaria perto de oito da noite. Só alegria!!! Segunda começariam as visitas. Emi e Tawane aprovadas no ano escolar! Será que Papai Noel vêm?

Estou me associando à Zilda para a temporada de 2008 do Sarau. Segunda, compras, acertos, ou pelo menos tentativas destes, com o Alex Azambuja, dono do imóvel onde faço o Sarau e onde, até então, pretendia implantar meu Centro Cultural. Deu pra traz! Na terça abasteci e regulei os freezers. Na quarta, dia 12, realizaria o Sarau 543 com pessoal novo, por conta da nova parceria. A passagem de som, montagem do palco, mesas, cadeiras, etc., ficariam pro fim do dia, quando meu amigo vizinho Roberto, me ajudou com o transporte do som. Terminei às 20:40. Corri ao supermercado para comprar um material que ainda faltava, para a noite. 21:30 estava de volta pra casa, com Zilda e Val já no Sarau. A minha amiga Jucele e o noivo Valtinho, foram babás do meu menino novo. Com o PC já no palco, antes de ir pra casa, me arrumar, deixei o Zeca do Trombone e o Alex, speaking english e orkut. Precisei da ajuda do amigo Paulinho, que embora não trabalhe mais pra gente, me quebra “altos galhos”. Desta vez, veio para montagem de cabos e extensão para a nova caixa de som, que hoje falaria alto. Finalmente fui busca-la em Ponta Porã, com a ajuda do amigo Yuri, que deixou as coisas adiantadas por lá. Com o Alex viajando, à caça de novos empreendimentos, eu acabei tomando a dianteira e com sua volta na segunda-feira, a gente mudou um pouco o combinado e começamos fase nova. A Zilda e sua filha Fran, integraram a nova equipe.


Comecei o Sarau um pouco atrasado hoje. A correria foi muita. Quando deu 22:18, minha agonia era com a Emi, que fora atrás dos incensos na feira e estava demorando. Quando dei início à cantoria, já era quase onze da noite. Acabou que o Zezinho do Forró fez a abertura. Voltarei depois de sua apresentação, com Caxa, Jane e Kundera, antes de chamar o rock da banda Plebheus, que detonaria boas hoje. Salão completamente tomado, funcionamos com um só bar. A Jane Jane voltou para ajudar a Val, que pode respirar um pouco, até que a grande amiga Miska também ajudasse com a venda das fichas. Conversei um pouco com o Edgard, maridão da Miska, mais a Carol e o Mike, recém-chegados da Alemanha. No palco a “cosinha” com Zeca do Trombone, Alexandre Tatton, mais um carrón e na bateria, nosso incansável Kundera, casado novinho com Jane Jane, que tocou comigo hoje. Sou padrinho dos dois e eu e minha Val fomos pra assinar a papelada na terça. Mas... Voltando ao sarau... Retornei pra cantar o sucesso da cuiabana Vanessa da Mata e em seguida chamarei na seqüência: Kauê Espíndola, Tuba, e a Banda Tribaldis, que quando subiram ao palco, só tinham dois integrantes. Improvisaram e completaram a banda então com o Marcos no baixo e o Rafael Bahia na bateria.

A cerveja deu sinal que acabaria e logo e com a ajuda do Edgard Marcilla, que depois de um enorme solo de flauta comigo, correu com o Randolfo atrás de mais loiras geladas. Juliano Mauro faria sua apresentação depois da canja da banda Tribaldis, que ao entrar dá um descanso pra “cosinha” Hoje rolou de tudo... Poesias, repente nordestino e músicas do folclore pernambucano com o Zezinho do Forró, músicas autorais minhas e da banda Plebheus, que tocou logo em seguida à minha “forte” apresentação de hoje. Pops e reggaes com Kauê Espíndola e Lincoln Gouveia. Pop rock com Tuba e Juliano Mauro, dois garotos que têm se destacado e melhorado e muito suas performances musicais. Três e vinte da madruga, cantei mais algumas e chamei a Marina Dala, que acabou de chegar com a Leca. Mais pop rock. Rolou Cazuza, Cassia Eller, Zeca Balero, etc. etc. etc. O Randolfo subiu ao palco para o OK comigo. Estamos caminhando para as quatro da manhã e o povo não arreda pé. Setenta músicos vieram hoje... Uns trinta se apresentaram. Depois da excelente canja da querida Marina Dalla, com direito a bis e tudo o mais, subiram ao palco o Caio Nogueira com Highlander no baixo e Rafael Bahia na bateria, depois da excelente performance do Joe da banda Clandestino, a mesma que o Sória veio divulgar lançamento de cd. Depois da canja do Caio com Raul Seixas e alguns reggaes, subiu o Alysson e em seguida o Humberto com o mano no violão e voz. Quase cinco da manhã e a Zilda com a Val fecham os caixas e se vão. Ricardinho, coração de leão, ainda trocou o pneu do carro da Zilda, que estava furado. Eu fico para “os finalmentes”. Foi uma noite bem legal e amanhã terei idéias novas para a nova parceria. Finalizamos às seis horas em ponto. Dia chegando... Músicos felizes... Ricardinho, Alan, Davi, o segurança, ajudam a guardar as coisas e fecham os portões.

Escrito por Zé Geral às 16h22
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

10/12/2007


DESABAFAR E DEIXAR RECADOS PARA QUEM SERVIR A CARAPUÇA, EU GOSTO, ÀS VEZES...
Meu amigo Geraldão sempre me diz que o Sarau faz hora que não é meu! Tipo... Já é uma instituição. Pode não ser, mas que me faz um bem danado ao ego, faz! E eu tenho cá minhas explicações pra tanto descaso para com o Sarau, dos "donos da cultura" do nosso Estado. Não é um projeto deles... Os donos da cultura. Faço, com certeza, um dos maiores movimentos musicais de nossa terra, de nosso país. Tenho o recorde absoluto de 157 músicos presentes em uma só noite. Faço por e com amor! Realizei até aqui, 542 Saraus nas quartas feiras. Passei por quase 10 locações na cidade, sempre, com muitas dificuldades e em situação nenhuma fui "acolhido" ou tive qualquer apoio real destes "donos da cultura". Claro... É O SARAU DO ZÉ GERAL! Não é projeto de nenhum governo! Nenhum dos projetos elaborados por "eles" têm tamanha frequência... E insistência! Não tenho patrocínio... Nem padrinho! ...Eu venho da "sarjeta cultural" e continuo nela, pois tenho princípios e ética. E digo mais: - Eu não copio nunca... - Eu crio! Eu sou o Sarau! É minha sina! É meu "carma"... Sinto que devo sempre continuar na luta! E para o bem comum!... Portanto: - Calma José!!! Seu dia chega!

Escrito por Zé Geral às 01h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

06/12/2007


SARAU 542 - PRIMEIRA SEMANA DO ZÉ VITOR

Sábado passado não fizemos o Rock. Como programado, deveremos voltar só em 2008 com nova temporada. Modificado talvez em horário, dia e bandas... Em compensação, passei o final de semana, tocando. Sexta numa e Sábado em outra festa, numa chácara nas redondezas da capital Campo Grande, de Mato Grosso do Sul e domingo em casa, no centrão da Capital Morena, dona de pores-do-sol e climas maravilhosos. Sim... Climas. Aqui tem de tudo! Estou feliz! Meu nenê nasceu na quinta, dia 29. A Val está o tempo todo com ele. Uma pequena infecção fará com que o Zé Vitor fique 10 dias na Maternidade. Segunda, 10... Sete da manhã, estaremos trazendo-o pra casa. Tudo prontinho pra recebe-lo.

A chuva começou torrencialmente pouco antes do rebento chegar. Terça, ao trabalhar nos preparativos do Sarau, e à caça de um jeito de trazer a caixa de som que está em Ponta Porã, telefonemas, etc. e tal, acabou que o pc apresentou problemas e a impressora também. Levei pra oficina. O outro, caseiro, está também com problemas. Ê lasquera! Que qué isso? Meu som na chácara. Estamos fechando contrato pros sábados... Vamos ver no que vai dar... Preciso cantar! É minha vida! Fiz uma boa revisão nas caixas e algumas ficaram na oficina, também.... Ê lasquera!!! Acabei montando tudo na quarta de tarde, depois de abastecer os freezers, fazer compras e tudo o mais. O Alex está viajando.... Sobrou! Ricardo, nosso dj e barman ajudou.

A Val veio pro sarau passado e na quinta de manhã, ou seja, pós Sarau 541, foi Dar à Luz. E nesta quarta, depois da amamentação e claro, em horário, que não está ficando no Hospital, veio ao Sarau. É mole? Minha pequena grande mulher, né fácil não! Mulher pequena, mas de uma fortaleza que dá gosto! Eu trato, eu amo, e tenho o Zé Vitor no pensamento... Ele é tão lindo. E não fosse os medicamentos que tem que tomar, já estaria em casa. Graças ao Bom Deus, a infecção está controlada e não é nada que tenhamos que nos preocupar mais. Claro... Ele merecerá algumas atenções especias. Meu David foi assim também... Que coisa! Genético, claro! Vai e vem de Val de casa pro Hospital. Aliás ela dispensa 12 horas ininterruptas a ele. Mamãe bem... Nenê mamando bastante... Não chora! É de boa! Tranqüilo... Não tem medo de injeção... Tadinho!

A quarta amanheceu e permaneceu chuvosa, com pequenos intervalos, durante o dia e à noite. Graças ao Papai do Céu... Tudo na mão dele na verdade. Este final de ano está meio estranho, mas estou feliz e renovado... E dê-lhe chuva. Na volta pra casa e a caminho do Hospital para pegar meu amor, encontrei o Jairo Lara na esquina da Maracaju com a Pedro Celestino. Pressentimento de uma ótima noite musical. Val em casa, nos preparamos e às 21:30 estávamos com tudo em cima, pro Sarau... Gabi já à postos. Emi a caminho com a Tawanne e eu comecei, depois da benzeção e algumas gotas, observando as estrelas e muitas nuvens no céu. Sarau começou...

Benzeção feita... Pedidos encaminhados... Reza em dia... No palco, minha abertura rotineira com violão e voz, durou só uma música. Logo estavam comigo, o Gelton Borges, sax e bateria; Alexandre Tatton, baixo; Zeca do Trombone, Junior Bahia, violão; Edgard Marcilla, flauta, que veio com sua Miska, do grupo Masis Brasil. Nossa!!! O som tava muito bom! E eu super bem! Domingo tem Praça Bolívia. Eu vou... O Sarau começou bem legal. A noite prometia. Vem chuva não!!! Veio... Mas tudo bem pois o povo também veio com chuva e tudo! Abraços ao Marquinho Português. Músicos chegando às pencas! Nando Mendes trouxe banda completa e chamei-o em seguida à canja do Zeca com o Gelton e cia. Lincoln Gouveia e sua sessão de reggaes e pops viria depois da excelente canja do Nando e ai a gente monta a banda de apoio novamente. Cadê o Caxa? Meia-noite vou ao lanche... Acarajé da feira... delícia... MS tem de tudo. Lua... Cadê? Hoje não teve filosofias... Mais chuva e o povo se recolhe ao salão e à sala frontal. E o som rola às mil. Tudo de bom, quando vejo subir ao palco o grande amigo Adriano Magôo, músico que acompanha além de tantas feras lá fora, ao Zeca Balero. Que satisfação em vê-lo. Será que dará canja? Vamos ver... As bandas se enfileiravam: Nando Mendes e Barulho Zen, Lincoln Gouveia e a cosinha, Os Walquirias, BG e Santo Chico.

Quando os meninos Walquirias subiram ao palco, o Magôo pegou o baixo do Alexandre e junto com o Caxa e o Kundera, completou a banda. Que felicidade poder vê-lo em ação. Claro que em seguida, entrarei pra fazer umas com ele... Grande Magôo. Chegou minha vez e nos esbaldamos com canções as mais variadas possíveis. Rolou de tudo hoje, mas o pop, o regional e a mpb vingaram!

03:00 da manhã, Gabi sobe ao palco.... Alex pediu... Deixa pra amanhã Gabi... Amanhã a gente vê! No caso, meu amanhã é sexta. E sexta, o Alex volta né? Então... O palco está tumultuado neste momento e a banda Santo Chico demora um pouco para armar a parafernália. Santo Chico... Referência ao Science? Será? Tocaram música do pernambucano e eu gostei da banda. O povo também. Voltarão outras vezes! Val continua firme no caixa, mas já nos preparativos pra ir embora. Daqui a pouco o Zé Vitor chora pelo leite. Aliás... Ele só chora pra mamar! Uma beleza! Val já fechou o caixa e passou a responsabilidade pra Emi. Por falar em Caxa, hoje nosso guitarrista chegou mais tarde, mas a tempo de altas performances. 03:30 da manhã entra o Ricardo Mereb, meu coração-de-leão e solta altos psys. Nosso movimento hoje esta demais. Tem de tudo esse Sarau, esse MS. Chuva faz hora que parou. 4 da manhã e o povo não arreda pé! Ricardinho termina sua sessão psy e eu chamo então o Kauê Espíndola. Quero cantar algumas também com o Caxa ao violão. Vou à Val para os acertos e os pagamentos dos cachês. Tudo em cima... A turma pensa que é fácil... Violão e voz, pois bateria já está sendo desmontada. 4 da manhã e continua a música, meio que acústico. O Som hoje estava muito bom... Bem equalizado... O Caxingue veio pra ajudar o Kauê Espíndola e o BG acabou entrando na roda com seu carrón. Mistureba! Melhor guardar a guita Caxa! Minha Val acabou de ir embora com carona do Kundera e a Jane Jane, que hoje não subiu ao palco, só ficou ajudando a Val. 04:30 e ainda sobra canjas para quatro novatos... Ê lasquera! Fim de feira danado! Levon rodeando... E eu começo a desmontar o circo! 5 da manhã, Emi, que ficou pra mãe no Caixa final, termina o Sarau comigo mais o Ricardo e o Alan Felipe. David já fechou o portão e se foi. São exatamente 05:19. Até guardar tudo, quase 6. Vou levar a Emi pra casa e voltar pra recolher o som. Sexta eu toco fora. Magôo que vir comigo! Felicidades! Vou convida-lo a dar um “adianto” em meu trabalho de estúdio. Em quatro ou cinco dias a gente conclui. Será? Amanhã começa tudo de novo! Bom dia Brasil! Vou postar no blog! Primeira correção!

Escrito por Zé Geral às 06h18
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

02/12/2007


Meu filho recém nascido, Zé Vitor, teve uma pequena infecção e está em tratamento na maternidade. Mas está tudo bem e deve vir pra casa no final da próxima semana. Espero! ...Minha Val está bem e tem ficado com ele durante todo o dia. O final de semana foi bem agitado na capital do MS. Muitos shows, entre eles, Daniela Mercury, Alceu Valença e Bojo Malê. Depois de vários sábados, na labuta, resolví dar um tempo pro Rock Total, que deve voltar em janeiro. Tenho a impresão que a semana começa em rítmo acelerado. O Sarau continua firme e forte às quartas! ...E a venda de radinhos de pilha vai crescer assustadoramente no país, pois a TV não mostra os jogos da segundona. Só dá pra ouvir no rádio..... heheheehe

Escrito por Zé Geral às 00h52
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

29/11/2007


SARAU 541 - Zé Vitor ta chegando.........

Terminei a semana de trabalho, na sexta a noite, com uma apresentação na Morada dos Baís, abrilhantando a premiação do 3.° Festival Pipoca de Ouro. Curtas e vídeos publicitários. Inclusive, entreguei o troféu de melhor filme para o Ginga. Domingo para reflexões e um começo de semana meio pra baixo... Uma depressão que às vezes me bate... Mas, como em todas, como-as e levanto a cabeça! Recorro ao violão, encontro o amigo Geraldão que mostra seu Godin. Trocamos idéias e músicas, no sábado e na terça de tarde. À noite da mesma, participei, cantando o Hino Nacional na Colação de Grau dos formandos de Publicidade e Propaganda da UCDB, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, aqui em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. Na quarta de manhã, a Val dava sinais de que o Zé Vitor nasceria. Fui pro trabalho perto do meio-dia e comecei a arrumação. Zé Geralda “baixou” e até levou bronca do “patrão”... Mas... Que merda! Lavação, varreção, limpeza, montagem de som e artes e minha Val à tardezinha foi pro Hospital... Avisei meu filho David, que mora em Sampa, que seu irmão teria seu mesmo aniversário, como a Val já tem... 28 de novembro... É hoje! ...É não!... Alarme falso! Nosso nenê deve vir amanhã. Tudo OK. Fui correndo pra casa, depois do falso alarme, saber deles. Val voltou da Maternidade e acabou vindo trabalhar. Não tivemos tempo pro bolo. Vocês acreditam nisso?... Esse moleque vai acabar nascendo no Sarau. Mas que nada... Ainda leva mais um dia. Às oito da noite, passei com a Emi, de moto, na Morada, pra o lançamento do livro do Elias, pai do amigo Bryan, que ajudou-nos por um bom tempo, quando o Sarau estava na AABB. Agora, 00:46, ou seja, já é quinta e o Zeca do Trombone executa seus blues. O Sarau começou, como sempre, lá pelas dez da noite... Benzeção e violão, iniciei a cantoria com o Zeca. Antes, com ele e o Alex Azambuja, nos fundos, filosofamos um pouco... Cadê a lua? É hoje!

Começo só, com o violão e na segunda música já tenho comigo, Zeca, Jane Jane, Kundera, Alexandre Tatton, Celso Cordeiro e Caxingue... Boa cozinha! Cedi meu violão em seguida para o Leandro Abrão. Vi o Zé Pretim chegar e fui até ele... O amigo estava super-abatido e enquanto o Leandro e a banda no palco detonavam, ele, o Zé, me conta de seu diabetes e do apuro que passou. Magrim... Zé Pretim. Busco um banquinho e o chamo pra uns três blues. Ele não queria ficar sem tocar... Nem eu, sem ouvi-lo! Deu tudo certo! Em seguida ao Zé, o Zeca do Trombone, com meu violão, agradou em cheio. Uma sessão de rock viria em seguida com a Plebheus. Aproveitei para avisar de nossa decisão em ter de suspender temporariamente o rock aos sábados. Terminaremos o ano e em janeiro, talvez, a gente volta com mais estrutura e em dia novo. E dê-lhe rock nacional... Lobão, Legião, Barão... Bão! Fizeram várias próprias e eu, em vista de tantas apresentações da banda e por conta do sábado, que não os verei mais, por um tempo, deixe-os à vontade. Fizeram várias. Alvoroço! Salão cheio, percorri uns metros e me isolei no quintal à caça da lua. Achei-a bem baixinha e minguando. Uma e meia da manhã... Val, atendendo, Jane ajudando. Emi, Alex e Gabi na frente. Tudo em cima. Sarau bombando e... Pagando! Plebheus ainda no palco. Tocaram uma dúzia. Normalmente as canjas do Sarau, quando se esticam, atingem sete músicas. Valeu a apresentação dos Rafaéis e Leonardo. Em seguida, dou uns toques de alguns programas culturais da cidade e chamo a “cozinha” Continuidade das canjas. Kauê Espíndola e alguns reggaes... Caxingue detona em sua guitarra, casais dançam, Alex descansa um pouco, pois já tem outro baterista com o Kauê. Depois de cinco músicas dele chamo outra canja... Em seguida, música eletrônica com o dj Ricardo Mereb, que na tardezinha de hoje, confabulávamos e eu explicava que reparo em todos que se apresentam e com a continuidade, claro, percebo a evolução de seu “psy”. Reparo em todos que aqui “fazem” escola, tocando e se integrando. Em seguida chamarei o Piazza e o Daniel, que acabara de tocar bateria. Caxingue e Alexandre Tatton, completam a banda. Cantarei Parabéns pra você, pra minha querida. Zé Vitor quiz vir ainda não! A canja seguinte sumiu... Surpresa enorme ao ver no palco a Dalila... Cadê o Geraldo, Baiana? - Então Zé... Consegui desentocar o homem. Veio e taí pra um abraço... Neste momento, como que por mágica, o palco estava vazio, depois da apresentação do “Coração de Leão”. O grande amigo sobe para o abraço fraterno. Que alegria... Há quanto tempo não o via no palco do sarau. Depois do abraço e dos aplausos de todos, claro, pegou meu violão e saiu cantando... Cuñataiporã, Vida Cigana, Quyquyhô... Parabéns Geraldo Espíndola... Surpreendente canja com Alexandre Tatton, Caxa e Kundera. Enquanto o Geraldo cantava, (vejam bem cumuéonegóci) o BG subiu ao palco pra saber em que hora ele cantaria. Que coisa!!! - Vai demorar um pouco!!!

Depois desta enorme e agradável surpresa, nossa noite continuou com Alysson e alguns sambas, com Caxa no baixo e Kundera na bateria. Cantei Boa Sorte, da cuiabana Vanessa da Mata. Dediquei-a em pensamentos... Em seguida chamei o Tuba, para uns pops nacionais redondíssimos! A noite caminha às mil.... Quero dizer... A madrugada! São 03:25 agora. Alex e Gabi já foram! Emi e Tawanne também! Temos que montar banda de novo, pois entrou brake junto ao Alysson e a salada foi feita... De novo claro! Boa salada! Banda montada, Tuba agrada sempre. Nome novo no Sarau (freqüenta há poucos meses) e me agrada sempre com suas canjas. Vou até a Val, que firme, comanda o Caixa com a ajuda da Jane Jane. Chamarei o BG. São quinze pras quatro. Cerca de cem pessoas ainda curtem o Sarau. Nossa! Hoje foi, quero dizer, está sendo tão legal! Chegaê BG. Capricha Bicho Grilo! Libero Kundera, Jane Jane, Caxa, Alexandre Tatton (que no finalzinho veio até meu cantinho, onde escrevo e me perguntou: - E aê Zé? Aprendeu a salvar?) BG continua no palco, só com meu violão. Satisfiz suas vontades e dos seus amigos que o esperaram tanto pra cantar. Ainda tem o pessoal da Lutano com a Ignis pra se apresentar... Passa das quatro e meia. Ricardo, Alan e Marcio já se aprontam para as desmontagens. Sossega pessoal. Negócio hoje vai longe! Um novato ensaiou, ensaiou, tomou coragem e me pediu canja, Será... Fim de madrugada... Será? Lutano e Ignis já foram... São cinco da manhã. Historinha quase pronta... Eu, Val, Ricardo, Alan Felipe e Márcio nos “finalmentes”. Davi fechando o portão e acompanhando as últimas pessoas. Tem um casal “bodado” no degrau. Acorda eles, pessoal! 05:22 Vou ao blog: http://zegeral.zip.net/ postar a historinha e com tempo dar uma passadinha no Blog do Língua: http://blogdolingua.zip.net/ Terminam, eu, Val, my love no portão. Alarme ligado, nós, nem tanto! Bom Dia MS! Bom dia Brasil! Instalei cabo na TV do quarto. Hoje me esbaldo no CM. Não... Não escrevi errado não... Controle Remoto. Passarei pra alguns chocolates na Afonso Pena. De là até a Treze de Junho é um pulinho. O lava-jato ta saindo, em frente à minha casinha. Um muro vai separar-me dele... Ainda bem... O jato não vai chegar não.... hehehehe. Vai dar pra fazer uma garage e meu quarto terá privacidade, janelas, essas coisinhas bobas... Te manhã!

Escrito por Zé Geral às 06h24
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

22/11/2007


SARAU 540 - PIPOCA DE OURO

Passei uma semana esplendorosa. Pós Sarau passado, aquela maravilhosa noite musical... Na sexta, fui ao Teatro Aracy Balabanian, com a Val, gravidíssima e me esbaldei com um espetáculo delicioso de dança contemporânea, com tema e coreografia inéditos do Grupo Ginga. Uma coisa espetacular. Comecei a semana tranqüilo e satisfeito. Na quarta, acordei-me cedinho. Às nove e meia, eu, Alex, meu sócio e sua Gabi, no fornecedor de bebidas, acertando umas contas. Depois pro CCM, começamos a “montar o circo”. Ficou mais ou menos combinado para cinco da tarde a montagem do espaço do fundo no gramado, onde temos um paredão que dá um telão fenomenal. Ali apresentaríamos os vídeos selecionados para o 3.° Festival Pipoca de Ouro, dos alunos da Universidade Dom Bosco. Foi muito legal e eu aprovei totalmente e ajudei no possível em tudo. Todos ajudamos, Alex, Paulinho, Ricardo, que hoje fez papel de estilista capilar e me deu um trato por baixo do boné, fez moicano no Paulinho. Mais minha Val, a Gabi, a Emmilin e sua irmã Tawane, homenageada da noite pelo seu aniversário, coincidente com o Dia da Consciência Negra. Aproveitei e estiquei a dedicação ao grande Zumbi dos Palmares.

Para que tudo corresse bem, precisamos nos desdobrar hoje, de modo, que quando deu seis da tarde, eu já me dirigia com minha querida negra ao Sarau, que hoje sabia, seria especial. Às sete e pouco começou a exibição dos vídeos do Pipoca de Ouro. Não pude ver tudo, pois além de ajudar a preparar os dois ambientes, regular som e tudo o mais, ainda precisei voltar em casa, de moto, buscar meu remédio...... Ao chegar, ainda emprestei a “teimosa” ao Paulinho para buscar sua menina. Em casa, vi um pedacinho do jogo de Brasil x Uruguai. Que coisa! 1x1 aliviado... Voltei ao sarau. Preparei os incensos e comecei a benzeção, com a Aniela filmando uma parte. Terminada a reza e antes de começar a cantar, dei uma entrevista, sob o muro grafitado durante à tardezinha... Cantei muitas. Comecei só e logo o palco estava tomado. Cantei com Zeca do Trombone, Caxingue, Alex Kundera e depois Eric Tatton, na bateria, com seu irmão Alexandre no baixo e Edgard Marcilla na flauta. Foi lindo. O som estava um pouco alto, mas muito bom... Limpinho. Dedicações explícitas, comecei a cantoria com Coração Americano do “negão” Milton Nascimento. Chamei na seqüência, para a primeira canja da noite, o Lincoln Gouveia, para sua sessão de pops e reggaes. Tava muito bom... Fui à diretoria e pude saber que o Brasil ganhara o jogo! Que coisa! Depois do Linquinho, chamei o Nando Mendes, que tinha se apresentado sábado passado, no Rock Total. Veio com sua banda completa. Cantou meia dúzia... Se soltou! Foi legal! Pra minha alegria, neste momento, vejo adentrar em meio a multidão, o querido Paulo Simões e sua Karla Viegas. Abraços calorosos aos amigos... Filosofias ao luar, com Junior Bahia, Edgard do Grupo Masis Brasil... Miska também veio, cantou e deu seu recado da Praça Bolívia e seu segundo domingo de arte andina. Uma lua esplendorosa e quase cheia, maravilhosa, nos abrigava e inspirava a tempo de voltar ao palco para o comando e pra um acarajé que a homenageada, minha Tawane Cristini, me trouxe lá da feira central. Uma delícia... A música e o acarajé. E ela, inocente, me perguntava: - Quem foi Zumbi dos Palmares? ... Amanhã eu tenho que conversar muito com ela. A Comadre Ivone e Alex, o compadre, presentes. Saudades de minha afilhada, a Aghata. Depois da canja do Nando, chamei o Zeca do Trombone, que com meu violão fez uns blues antiqüíssimos e bons. Cantou ainda, What A Wonderful World, de Louis Armstrong.

Em seguida chamei pra diferenciar e dar um toque latino, o grupo Masis Brasil, com Miska, Junior e Edgard Marcilla, que me surpreendem fazendo Rita Lee... Foi super rápida a apresentação deles e chamei os Beatles Maníacos, que o Miguel Tatton, me avisou há pouco, estar completa. Nova formação com Eloy Paulucci, na guitarra e vocal; Cabelo, violão e vocal; João Mendes, baixo e vocal e Miguel Tatton, nosso Miguelito na bateria. Na fila pras canjas a Ana Cabral e o BG. Dei um toque ao Bicho Grilo do porque os músicos da banda de apoio, ficam “grilados” em acompanha-lo. Faria mais tarde...

Uma atriz de teatro, me interpela no caminho ao Caixa da Val, para saber da possibilidade de uma apresentação, meia que rápida de um monólogo. Dei ok... Agora? ......... ? Vem semana que vem... Este é o espírito do Sarau e esta é a “pegada”... Rola de tudo que é arte. Faz hora que Música – Poesia – Encontro – Acontecimento... compõe nossa logomarca e seguimento... Em seguida à Beatles Maníacos, chamo nosso barman, estilista capilar, e dj Ricardo Mereb, para uma sessão de psy... Êta Sarau. Só aqui mesmo, esta miscelânea. Vou curtir um pouco os Beatles lá do cantinho da Val... Ta carente... Mamãe... Zé Vitor chegando... Brasil ganhou? Beatles tocou... Vi a lua com meu amor... Zé Vitor chega na cheia? Ou será na minguante... Cheia tá quase... Zé Vitor tá! Péra papai...

Hoje foi duas lotações; Uma do Pipoca, aos fundos; Outra, o Sarau, em si. Vou dar seqüência depois do Mereb. Vou montar banda pra eu cantar mais.... Com Caxingue, Miguelito, Kundera e quem mais vier. Cantarei umas minhas... e Anunciação pra Paulinha! Vi Fabio “Corvão” Terra, no canto do palco. Fui à ele... Quer tocar? Chamarei com os “Miguelitos” pai e filho Miguel e Alexandre Tatton. Foi rápida a entrada e excelente a canja... Johnny B. Goode de Chuck Berry e segue o rock... Eric Clapton, Jimi Hendrix e por aí foi... Deixo-os à vontade e peço mais uma. Fica pra depois então, aquelas que havia programado fazer. Daqui do cantinho, onde está o pc, vejo o salão e a varanda tomados. Noite riquíssima musicalmente, mais uma vez. Canjas esperam... canjas virão e mais e mais artistas eu vejo chegando... gente do teatro, da tv, das universidades e das rádios. Conclamo à verdadeira “valorização” do artista regional. Entro e faço várias.... ensaiei a pedidos “uns” Chico Buarque, umas regionais, minhas, do Colman, Ge, Simões, Roca, mais umas riquíssimas da terra como Cuitelinho, além das Ritas, Lee e do Chico... Passei o violão para o BG. Caxa, Alex e Jane desmontam instrumentos e parafernálias e vamos aos finalmentes. BG o tar do Bicho Grilo finaliza com violão. Deixo ele, mais a Primielli e uns novatos terem seus quinze minutos de.... Deixa pra lá! Quando termino e desligo os violões e microfones, deixo rolar no som mecânico Djavan, Seu Jorge Ana Carolina, Jorge Vercilo, Ludov. Muitos músicos vieram hoje, setenta pra ser preciso. Setenta... A turma peeeeeensa que é fácil. Vão dar seis da manhã, tô desligando o pc, meu amor a meu lado. Vou fazer a correção e colocar lá no blog.... Paulinho!!! Vem também Mario! Val... Acorda! Vamos embora, dormi! Café da manhã na padaria? Bom Dia Brasil! E o vôlei?

Escrito por Zé Geral às 07h07
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

15/11/2007


SARAU 539 - CAIU A CHUVA E CAIU A HISTÓRINHA!!!
6 num credita! Hoje eu, inspiradíssimo, não me importando com o tempo, que mudou e choveu muito... Como vocês devem saber: Choveu! Fodeu! O povo não costuma sair com chuva. Pois é! Saíu! O Sarau foi maravilhoso e foi uma noite muito especial. Segundo a Marinês, a chuva não impede e nunca impediu o sarau. O povo veio! Claro, que por ser véspera de feriado, esperávamos quebrar alguns recordes de público e músicos. Não deu! Mas o sarau foi tudo de bom! Divulguei vários eventos, cantei todas! Vieram e se apresentaram: Gelton Borges (sax), Zeca do Trombone, Denilson (bateria), recém chegado de Cuiabá, Alexandre Tatton (baixo), seu pai, Miguel Tatton (guitarra), Jane Jane (baixo), Kundera (bateria), Caxingue (guitarra), As bandas Olhos de Gaia, Plebheus, Rodrigo e parte da Rivers, Celso Cordeiro (flauta), Tuba (guitarra e voz), Marcos (percussão), Lincoln Gouveia (violão e voz), Ana Cabral (violão e voz), Roberta (poesia), Zé Bruno (violão e voz), mais dois novatos mais uma menina que tocaram percussão (tamborim, bongô e carrón) E... Como estava me referindo no início, inspiradíssimo, faria hoje uma coisa inédita. Escreveria minha crônica com três laudas maravilhosas, com uma narrativa lírica e com um sentimento muito aflorado. Uma beleza! No finalzinho do sarau, com ela, a "historinha" pronta no word, me entra um feladaputa no pc, enquanto eu estava lá na sala de Val e me "apaga" toda a crônica. Mas que merda!!! Claro, eu nunca salvo, pois o cantinho aqui, creio, seja particular. Pois é! Parece que não é! O veado apagou meu documento. Perdí a porra toda! Tô bravo! E quer saber, não vou escrever mais pôrra nenhuma hoje. Tchau!!!

Escrito por Zé Geral às 06h38
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

11/11/2007


São quatro e meia da manhã aqui no MS. Achei legal, antes do Peixe enfrentar o Fla no Maraca, postar aqui a classificação atualizada do Brasileirão! Notem que a três rodadas pro final o Peixe pode até perder que não perde a segunda colocação isolada!
colocação equipe PG J V D E GP GC SG
1° São Paulo 73 35 22 7 6 51 15 +36
2° Santos 59 35 18 5 12 52 40 +12
3° Cruzeiro 57 36 17 6 13 71 57 +14
4° Flamengo 55 35 15 10 10 52 48 +4
5° Palmeiras 55 35 15 10 10 45 42 +3
6° Fluminense 55 35 14 13 8 50 34 +16
7° Grêmio 54 35 16 6 13 40 41 -1
8° Botafogo 53 36 14 11 11 59 55 +4
9° Internacional 51 36 14 9 13 46 41 +5
10° Atlético-PR 50 35 13 11 11 49 47 +2
11° Figueirense 48 35 13 9 13 51 52 -1
12° Vasco 47 35 13 8 14 51 44 +7
13° Sport 47 35 13 8 14 52 53 -1
14° Náutico 46 36 13 7 16 65 61 +4
15° Atlético-MG 46 35 12 19 13 52 48 +4
16° Corinthians 42 35 10 12 13 38 47 -9
17° Goiás 41 35 12 5 18 45 56 -11
18° Paraná Clube 41 36 11 8 17 40 58 -18
19° Juventude 38 35 10 8 17 38 57 -19
20° América-RN 17 36 4 5 27 24 75 -51

Escrito por Zé Geral às 04h34
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

A TURMA PENSA QUE É FÁCIL!
Me considero uma pessoa abençoada. Tudo que quero, realizo!!! Hoje, madrugada de sábado pra domingo, teclo aqui do palco do Sarau, numa noite em que o Rock começou depois das dez da noite e sei lá que hora termina! Olha só como foi (ou melhor... Está sendo:
22:36 - DIEGO BAROSA
23:29 - PAZ ARMADA
00:11 - NORADRENALINA
00:48 - SINGING SOUL BLUE
01:36 - PLEBHEUS
02:09 - PARALELO CINCO
02:32 - GOBSTOPER
03:06 - TEQUILA BLUES
03:46 - VODICORE
04:21 - DONA RAMONA
05:01 - DURMI MACACADA
hehehehe.... Como é bom saber de tantas bandas ótimas que "correm por fora" no cenário do rock da capital do Mato Grosso do Sul. O rock aquí é fortíssimo!!!

Escrito por Zé Geral às 03h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

08/11/2007


SARAU 538 - Estômago de camelo
Esta quarta-feira foi estranha à beça. Acordei-me em meu habitual horário (hehe... Como se eu tivesse horários habituais) e direto pra o wc com um mal-estar danado. Não tive uma boa digestão. Pudera... limão, jantar na cama, café, chocolates, sucos e.... zzzzzzzzzzzzzzzzz. Rapáááááá... Passei mal. E passei o dia todo assim... Na montagem do som, desmontei-me e deitei nos assentos do salão, enquanto o Paulinho montava e a Val organizava os caixas. E o Alex repetindo.... Vá ao Pronto-socorro aqui perto Zé!!! Sei lá... Os sintomas pareciam dengue. Não havia comido nada e a primeira refeição do dia, uma maçã com suco, às quatro da tarde, não pararam no estômago. Que coisa! Fraco, corpo mole, dor de cabeça e dê-lhe wc. Às cinco da tarde, desci para casa e no caminho passei em uma farmácia e a farmacêutica parece ter acertado em cheio com o medicamento. Orei para que a chuva não caísse, pois o céu nublou totalmente e nuvens carregadas avisavam que o toró cairia. Caiu em pontos isolados e foi muito rápido. Valeu as “simpatias”... Tenho várias... À noite teria estrelas e eu melhoraria. Mas quando voltei ao CCM para começar mais uma noite de Sarau ainda me sentia bem debilitado. Disfarcei.... claro e comecei as correrias, retornando em casa para buscar o remédio e ainda passando no supermercado para comprar umas coisinhas que faltavam para a noite.
Nove e meia da noite, peguei os incensos. O computador acabara de ser instalado. Todo mundo já havia chegado. O Alex e a Gabi pegaram a Val e a Emi em casa. Tawanne, tadinha, fica sozinha. Tadinha nada.... Se esbalda no msn e no orkut. Eram mais de dez quando comecei a benzeção. Umas meninas que fazem curso de comunicação me chamaram pra umas inquisições sobre o porque das mulheres não pagarem ingresso, chegando antes das onze. Discerni!!! Atendi ao pessoal do Cena e Som, projeto cultural que rola toda quinta no teatro Aracy Balabanian e como sempre, ajudo na divulgação. Com duas exposições de artesanatos no salão principal e já com o salão quase tomado, comecei a cantoria com um solo de violão e voz. Cantei uma música e na segunda o Zeca do Trombone já fazia umas inserções. Panis et circenses, Boa Sorte, Vida, bela vida, Tocando em frente, Meiga Senhorita e Magoada Senhora. Aí a banda já estava formada. Na verdade ela se forma durante a música. Quase sem interrupções. Caxingue, guitarra; Alexandre Tatton, baixo; Kennedy, bateria; Zeca do Trombone e BG no carrón. Chamei para as primeiras canjas a Ana Cabral e em seguida Vitor Verruga, Juliano Mauro e BG. Cantei pra Paulinha “Como dois Animais” “La belle d’jour” e “Anunciação”. Cadê a Paulinha?

O Beto Moraes que veio pra panfletar seu luau no sábado, saiu meio aborrecido, eu acho, pois teve problemas pra entrar com aquela turma. Pudera.... Vem divulgar festa pra sábado aqui. Mas sábado nós fazemos o Rock Total. E aí? Como fica? Foram embora todos bravos eu acho! Dizia o Beto que trouxera o Daniel. Eu vi o Daniel Freitas mais tarde, conversei com o amigo. Junto dele estavam o Anderson Rocha, o Guga dos Filhos do Livre. Quando o Verruga foi dar sua canja, o Kundera subiu para a bateria e não sairia tão cedo. Acompanhou todo mundo. Depois do Vitor, teve o Juliano e depois a canja especial do Zeca do Trombone com meu violão. Ele fez 4 blues seus inclusive um, a meu pedido, que apresentará no dia 13, segunda, no Teatro Aracy Balabanian, em homenagem ao Jorapimo. Quando o BG começou a tocar violão e a cantar, o Caxa, o Tatton e o Kundera deram um tempo. Melhor... Ficou só violão e voz. Cantou só três. No pc, visito cifra club e tiro a letra e a harmonia correta pro Bicho Grilo. Chamei então o Zé Pretim na guitarra. Passei meu violão pro Caxa e com o Alexandre (agora sim... contente) no baixo e Kundera na bateria. Bem legal!.... E o blues correu solto! E o Zé tocou a meu pedido aquela que encantou o Jô e a Mariana Godói... Asa Branca, em blues. O Cleir me deu um toque, dizendo que o Heron Zanata viera de Ribeirão. Fui pro abraço ao amigo e soube por ele que o chopp lá ta muito caro! Uma tulipinha, três paus e meio... Simona ao lado, sorri e aproveito e programo sua canja. Quando ele sobe, depois do Zé Pretim, dá vez ao filho Maninho que canta uma e depois deixa o palco para o pai. Simona domina a galera. Seu nome é..... Mariana!
Zé Pretim se despede. Estúdio amanhã cedo... Divulgo dois eventos de rock no sábado. Um nosso, claro, e chamo o Lincoln Gouveia para uns reggaes e pop-rock. Depois de sua bela canja, mando abraços ao pai, o Lincão Gouveia, baterista e integrante do Grupo A.C.A.B.A. Em seguida pego o violão e com o Anderson Rocha na guitarra tenho a maior satisfação de cantar Paciência, do Lenine e a minha Deusa. Depois deste instante maravilhoso chamei o Tuba music. O garoto arrebentou! Quando chamei o Caio Costa, ele já tinha ido. O amigo Fernando Bola foi à feira comer um sobá e eu não o vi mais. Lá na feira, tava rolando desfile de modas. De repente ele ficou por lá! Estamos no “corredor cultural” da cidade, aqui na Av. Calógeras, bairro dos ferroviários, região central da cidade de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. Troquei umas idéias com o Daniel Freitas. Foi um bom papo sobre os movimentos musicais, suas turnês pelo Paraná, cachês, projetos, etc... Ao voltar ao palco o Zanata animadíssimo, me elogia pelo sarau. Aproveito a pausa e propago alguns shows pela cidade, inclusive o Rock Total de Sábado, que trará pelo menos 10 bandas. Uma loucura! E as canjas continuam... Para uma sessão de rock, chamo Os Walquirias, com a banda incompleta, Caxa completa! Mostram seu rock irreverente com canções autorais. O Caxingue viaja com sua guitarra. Mais rock regional. O Cauê, baixista, deu várias canjas, acompanhando pelo menos uns três números. Outro Cauê, o Espíndola, com Caxa no baixo e Guilherme na bateria, toca vários sucessos dos The Beatles. Três da manhã. Já visitei os blogs, enquanto programo, canto, com fortes dores de cabeça e o mal-estar, já um pouco menor. Ninguém notou, mas a noite não fácil não. Gotas preciosas me salvaram. E com uma dieta meio que forçada, me deu uma baita fome no palco. A essa hora? Só Lanche na Afonso Pena. Que pena! Meu estômago reclama, minha cabeça dói. Disfarço, escrevo, ouço e canto dali do pc, Beatles com o Kauê (tenho microfone comigo, para comandar a noite). Seguida do Kauê entra a banda Lutano... parte dela, para fazer enxertada com nossa banda de apoio seus rocks rurais. Chamo depois, para finalizarmos a noite, a Jane Jane com o Kundera. Nosso casal 20. Gosto de tocar com eles. Faço só mais três e encerramos com o Caxa tocando pra eu cantar Tears in Heaven.
Ligo o som mecânico e enquanto ouço Adriana Calcanhoto, vamos desmontando “o circo”. Alex e Gabi já foram e levaram minha Emi. Eu, no computador, finalizo os arquivos, enquanto Paulinho, Mario, Alan e Ricardo guardam tudo. A Val também finaliza seu caixa e exatamente às seis da manhã, depois de tudo guardado, sobra eu, minha Val, Paulo e Mario. Hoje terminamos mais cedo (hehe). Comi a “sopinha” do meu amor e dormi. Bom dia Brasil!!!

Escrito por Zé Geral às 19h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Histórico